Homenagem a Arapuan AM: Livro de José Otávio de Arruda Mello será lançado neste sábado, na API

05/11/2020
homenagem

Será neste sábado (7) no auditório da Associação Paraibana de Imprensa (API), o lançamento do livro de autoria do historiador José Otávio de Arruda Mello, “A Arapuan e o Rádio Paraibano- Uma Biografia Dual”. A obra aborda a história da tradicional Rádio Arapuan AM e de seus serviços prestados aos ouvintes da Paraíba, bem como também homenageia aqueles que foram responsáveis pelo sucesso da emissora como: Orlando Vasconcelos e Otinaldo Lourenço, sem esquecer também dos que trabalharam, contribuindo para o sucesso do famoso prefixo.

O prefácio do livro ficou a cargo de Gilson Souto Maior, um dos mais gabaritados nomes do segmento com a apresentação de Eudes Moacir Toscano, considerado um dos mais conceituados cronistas esportivos da história do rádio paraibano, nordestino e brasileiro.

Na oportunidade, haverá um coffee break e o autor também menciona a importância das outras emissoras, que também contribuíram para o engrandecimento do rádio em João Pessoa e na Paraíba, nos seus mais diversos estilos.

O autor – José Octávio de Arruda Mello nasceu m João Pessoa e é historiadorjornalista e professor. Bacharelou-se em Ciências Jurídicas e Sociais pela Faculdade de Direito da Paraíba e posteriormente, graduou-se em História, também pela UFPB.

Após realizar cursos de especialização e mestrado em História, obteve o título de doutor em São Paulo e ingressou logo a seguir no magistério, lecionando desde então na graduação e pós-graduação de História da Universidade Federal da Paraíba, na Universidade Autônoma de João Pessoa e na Fundação Francisco Mascarenhas de Patos. Publicou inúmeras obras ligadas à história do Nordeste, bem como colaborou com inúmeras revistas e jornais especializados.

Ele Entrou no Instituto Histórico e Geográfico Paraibano em 1972, inclusive ocupando a posição de vice-presidência em 1977/1980, e na Academia Paraibana de Letras em 1974.

Mello ainda está em constante atividade na vida pública, ocupando inúmeras posições na área da cultura onde foi coordenador do setor de tele-educação da Paraíba; diretor geral de cultura; diretor de pesquisa e programação cultural da Fundação Casa de José Américo; coordenador do V Festival de Verão, ocorrido em Areia em 1980; secretário executivo das Comemorações do Centenário do Presidente João Pessoa; presidente da Comissão do IV Centenário da Paraíba; e diretor executivo do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado da Paraíba. É membro do Conselho Estadual de Cultura, da Comissão Organizadora e do Conselho Deliberativo e nas eleições de 1982, integrou o Grupo de Trabalho de Análise das Eleições. Teria recebido ainda a Comenda do Mérito Cultural “José Maria dos Santos”.

Na mídia PB

Notícias relacionadas...

Mais notícias

Nossos Anunciantes